TRÊS ENIGMAS!

fevereiro 6, 2009

AAAAAAAAAAAAAAAAH

NOTÍCIA DO DIA!

É a ÚNICA, mas não podia ser MELHOR, eu acho!

Hoje à tarde, lá estava eu no meu novo curso de webdesign na Microlins, tranqüilo e sereno como uma tartaruga. Ao chegar em casa, é claro, meu primeiro alvo: o computador. E foi no computador que algo me matou no fim da tarde, me revivendo só depois:

FORAM DIVULGADOS OS TRÊS PRIMEIROS PÔSTERES DO PRÓXIMO FILME DO HARRY POTTER, O ENIGMA DO PRÍNCIPE!

Pode não matar vocês, mas eu cai da cadeira, bati a cabeça e morri… AQUI EMBAIXO AS IMAGENS:

Anúncios

O ENIGMA

julho 29, 2008

AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH!

FINALMENTE! Foi lançado, hoje, o teaser trailer do mais novo filme da série Harry Potter, HARRY POTTER E O ENIGMA DO PRÍNCIPE (em inglês, HARRY POTTER AND THE HALF-BLOOD PRINCE). O trailer é simplesmente PERFEITO, nunca vi TEASER melhor! Nossa, gritei enquanto assistia, vibrei muito. Pra quem quiser ver o trailer:

http://pdl.stream.aol.com/aol/us/moviefone/movies/2008/secret_027063/secret_trlr_01_480p_dl.mov (para baixar com Quicktime)

Tradução:

– O que você está vendo são lembranças – diz Dumbledore. – Que, neste caso, pertencem a apenas um indivíduo. – continua ele. – Essa talvez seja a mais importante lembrança que consegui. Gostaria que você a visse.
“PARA ENTENDER O FUTURO”
– Sabe, Tom não recebe nenhuma visita desde que chegou aqui – diz a Sra. Cole, diretora do orfanato.
“VOLTE AO PASSADO”
– Você é um médico, não é? – acusa Tom Riddle.
– Não. – responde Dumbledore.
– Quem é você? – pergunta Tom.
– Eu sou como você, Tom. Eu sou diferente. – diz Dumbledore.
– Prove. – ordena Tom.
Eu posso fazer coisas se mexerem sem tocá-las… – comenta Tom. – Faço coisas ruins acontecerem a pessoas que são más comigo… – cotinua. – E posso falar com cobras, também. Elas me acham. Sussurram coisas.
“HARRY POTTER E O ENIGMA DO PRÍNCIPE”
– Você sabia, professor? Naquela época? – pergunta Harry.
– Que eu acabava de conhecer o bruxo das trevas mais terrível de todos os tempos? – pergunta Dumbledore. – Não.